Vamos falar de Louis Vuitton

Nicolas Ghesquiere tem dado cara nova à Vuitton desde que assumiu a grife. A coleção cruise 2018 apresentada no Japão é prova de que não existem fronteiras para a sofisticação – característica clássica da marca

Em maio passado, a cidade de Kyoto abriu os portais para Nicolas Guesquière chegar com a coleção resort 2018. Inspirado nas tradições japonesas, o diretor criativo não mediu esforços para mostrar a identidade sofisticada e kinda tough que vem construindo há quatro anos, desde que assumiu a grife.

Assim, a Louis Vuitton tem amado carimbar o passaporte quando o assunto é branding. As apostas de Guesquière, tanto nas localidades quanto nas criações (quem lembra do desfile cruise 2017 aqui no Brasil, em Niterói?), têm conquistado a atenção da mídia, da imprensa e de possíveis novos clientes.

Portanto, uma coisa é certa: a Vuitton tem dado novos (e largos) passos na criatividade e no marketing, e tal inovação tem acontecido sem tirar a história e a tradição da marca, como de praxe. A gente ama ver as novidades de cada estação, mas também não desapega do clássico, não é? Quem tá desejando os novos modelos e estampas, mas não larga o osso da Speedy de monograma ou da Neverfull? Sejam elas quais forem, serão sempre a melhor escolha.

We have news:

De sapatos a malas, o acervo do PN conta agora com cerca de 30 peças clássicas da Louis Vuitton. Se o desejo bater na porta, é só clicar aqui.

Ah! Desculpe, não me apresentei. Prazer, eu sou a Rachel. A Sabino ou a de Friends, tanto faz. Me juntei à equipe Pretty New para compartilhar minha paixão (moda) e o meu trabalho (jornalismo). Aqui, a gente vai continuar falando sobre tudo que envolve o mundo fashion, com um toque de atualidade, história, dicas e, claro, sustentabilidade e reciclagem. Vamos nessa? Pretty excited!

XX

Rachel Sabino

@rachelsabino_

rachelsabino.imprensa@gmail.com

Comentários